GONÇALVES, Aurélio Diniz

De IHGP
Edição feita às 12h13min de 26 de maio de 2015 por Adminihgp (Discussão | contribs)

(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para: navegação, pesquisa

(Séc. 19). Médico. Exerceu por volta de 1862 o cargo de médico do Quartel da Marinha instalado em Piracicaba, então Constituição, onde funcionou uma vice-diretoria da rota de Itapura. A 26.6.1858 o governo imperial criou uma colônia militar em Itapura, junto ao rio Tietê. No dizer de Guerrini (1970), colônia que teve “função

marcante na história de Piracicaba, mormente no capítulo dos transportes, feitos pelos rios Piracicaba e Tietê, ou a lombo de burros. O escoamento local se fazia grande parte por Itapura, com serviço regular de batelões”. A mesma fonte assinala o interesse do governo provincial de São Paulo em 1861 por uma estrada que partiria de Constituição para a província de Mato Grosso, servindo a colônia naval de Itapura e a agrícola do Avanhandava, até a vila de Brotas. Além do médico mencionado, a vice-diretoria do Quartel da Marinha em Piracicaba contava com o 2º Tenente Antônio Alberto de Figueiredo, responsável por ela, o 1º Tenente Augusto Netto Mendonça e o Alferes Martinho José Ribeiro.



Pfromm Netto, Samuel, 1932-2012. Dicionário de Piracicabanos / Samuel Pfromm Netto. — 1. ed. — São Paulo : PNA, 2013.