FRANÇA, Manoel José de, Padre

De IHGP
Edição feita às 11h24min de 25 de maio de 2015 por Adminihgp (Discussão | contribs)

(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para: navegação, pesquisa

N. Sorocaba. Séc.19. Filho do capitão Manoel José França e Isabel de Oliveira França. Vigário da paróquia de Piracicaba. Em “Diocese de Piracicaba” (Ernesto de Paula, 1955) é mencionado o período de 1816 a 1849 como o da sua atuação à frente da paróquia de Piracicaba, mas Oliveira (em Guerrini, 1961), em estudo a seu respeito, afirma que ele veio à “então Vila da Constituição na qualidade de vigário encomendado da paróquia, vaga com o falecimento do presbítero secular e vigário colado Manoel Joaquim do Amaral Gurgel (v.), ocorrido a 2 de fevereiro de 1836”, tendo assumido as suas funções a 30.6.1836. Residiu em casa de chácara à rua da Ponte Velha (atual Prudente de Moraes), próximo ao rio. Na sua residência reuniram-se os piracicabanos participantes da Revolução de 1842 contra o governo da província, chefiada pelo brigadeiro Rafael Tobias de Aguiar. Seriamente envolvido nos acontecimentos, o padre França foi suspenso de ordens pelo bispo diocesano e teve seus bens apreendidos. Em virtude da sua ausência, a paróquia local ficou vaga e abandonada, até a chegada de seu substituto. O padre Cândido José de Castro o substituiu, de 1.8.1843 a 8.1.1844, até o retorno do padre França, que reassumiu suas antigas funções.



Pfromm Netto, Samuel, 1932-2012. Dicionário de Piracicabanos / Samuel Pfromm Netto. — 1. ed. — São Paulo : PNA, 2013.