CANTO, Acácio Leite do

De IHGP
Edição feita às 13h32min de 21 de maio de 2015 por Adminihgp (Discussão | contribs)

(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para: navegação, pesquisa

(Séc. 19-20). Escrivão e comerciante na primeira metade do século vinte. Camargo (1900) menciona-o como escrivão da Coletoria de Piracicaba, que funcionava “nos baixos da Câmara Municipal”. Presidiu a Sociedade Beneficente Operária (1911-14), educativa e assistencial. Pai de Acácio Leite do Canto Júnior. Pai e filho ganharam nomes de ruas: o primeiro no jardim Monumento, em rua que cruza a avenida Dr. Clemente Ferreira (rua Acácio do Canto); o filho, em rua na Nova Piracicaba, perto da praça Maria Nassif Curiacos. Acácio Leite do Canto Júnior foi diretor-presidente do conselho administrativo da Faculdade de Direito Moraes Barros, criada em 1933. Pertenceu aos Canto a Escola Prática de Contabilidade Moraes Barros, dirigida por Canto Júnior e reconhecida pelo governo do Estado em fins de 1921. Outro Leite do Canto que faz parte do passado piracicabano, João Baptista Leite do Canto, viveu no século 20. Foi c.c. Rosa Orlando Canto, f. de Vicente Orlando e Paschoalina D’Abronso Canto, n. em 1908 e f. 28.12.2000. Tiveram uma filha, Maria Aparecida. Viveram igualmente em Piracicaba no século 20 Synésio Leite do Canto e sua esposa, Maria Estella Sant’Ana do Canto, que faleceu, viúva, em 13.6.2000. Tiveram os ff. Celso, Luiz Roberto. Uma irmã de Maria Estella, Edith Sant’Ana Canto, foi casada com Pérsio Leite do Canto.


Pfromm Netto, Samuel, 1932-2012. Dicionário de Piracicabanos / Samuel Pfromm Netto. — 1. ed. — São Paulo : PNA, 2013.