CÂNDIDO, António (Parafuso)

De IHGP
Edição feita às 13h31min de 21 de maio de 2015 por Adminihgp (Discussão | contribs)

(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para: navegação, pesquisa

N. 1917. F. Piracicaba, 2.12.1973. Compositor e cantor de cururu. C. 1as núpcias c. Josefa Santos Cândido, ff. Edwirges, Cecília, Walter, Odair, Waldyr, Waldomiro, Bernadet, José Carlos, Wilson; em 2as núpcias c. Carmem Ferraz, ff. Evangeli e Aparecida. Uniu-se depois a Isaura Maria de Jesus, f. Luiz Carlos, e após a morte desta, a Tereza Barbosa, f. Claudia; em 3as núpcias, c. Clarice Alves, ff.: Wanda Aparecida, Evanyr e Paulo Cezar. Era f. de Felício Cândido e Lázara Cândido. Preto alegre e brincalhão, de origens muito modestas, trabalhou como operário no Engenho Central e na coleta de lixo domiciliar, antes de se destacar como cantor e compositor de cururu. Atuou em festas, shows e em programas de auditório da rádio Difusora. Fez parceria com outros renomados cantores e repentistas de região, como Sebastião Bueno (v.), Pedro Chiquito (v.), João David, Zico Moreira, Onofre Jordão, Augustinho Aguiar, Moacyr Siqueira, Nhô Chico, Armando Chiarini, Bueninho, Luizinho Rosa, Dito Silva, Horácio Neto e Sebastião Roque. Piracicaba homenageou-o dando seu nome a um logradouro em vila Rezende, a Praça Parafuso (Jornal de Piracicaba, 21.4.1991).


Pfromm Netto, Samuel, 1932-2012. Dicionário de Piracicabanos / Samuel Pfromm Netto. — 1. ed. — São Paulo : PNA, 2013.