SICILIANO, Alexandre, Conde (Jr.)

De IHGP
Ir para: navegação, pesquisa

N. Piracicaba, 20.11.1886. F. séc. 20. Engenheiro, político. Cursou o Ginásio Paulista e depois de fazê-lo seguiu para a Europa, onde estudou no “Hasselches Institut” de Frankfurt am Main, no “Institut Wiget” em Rorschach e na Escola Cantonal de Saint Gall em Gall. Foi também aluno da “Teutsche Hochschule” de Dresde, na Saxônia. Estudou em 1905-6 na Escola Politécnica de Zurique, na Suíça, e diplomou-se como engenheiro civil em Karlsruhe, Baden, Alemanha, pela Universidade Técnica Friedericiana, em 1910. Passou onze anos de sua vida como estudante em escolas renomadas européias. De volta ao Brasil, dedicou-se intensamente aos negócios e empresas iniciados e desenvolvidos por seu pai e à Fiesp, representando-a nos estudos sobre a lei de férias aos trabalhadores. As classes patronais da indústria paulista fizeram- no deputado à Constituinte de 1934. Na Conferência Panamericana de Buenos Aires em 1935, atuou como delegado-perito do Brasil. O rei da Itália condecorou-o a 16.12.1929 com a Ordem de Comendador da Coroa da Itália. Filho primogênito da primeira linha masculina do conde Alessandro Vicenzo Siciliano, após o falecimento deste tornou-se o Conde Siciliano 2º, título confirmado pelo Papa Pio XI a 25.6.1924. Guerrini (1970) assinala que Alexandre Siciliano residiu em Londres durante longo tempo, foi financista e economista e teve vários estudos publicados a respeito de café, economia e finanças. Presidiu desde 1922 a Companhia Brasileira de Mineração Meta- lúrgica. Em 1919, fixou residência na Ingla-terra, permanecendo ali até 1923. Deixou numerosos estudos, entre os quais Valorização do café, São Paulo, 1903, e Agricultura, comércio o indústria no Brasil, em face do regime aduaneiro, São Paulo, edição do Centro dos Industriais, 1931 (Barata e Bueno, 2000; Guerrini, 1970).



Pfromm Netto, Samuel, 1932-2012. Dicionário de Piracicabanos / Samuel Pfromm Netto. — 1. ed. — São Paulo : PNA, 2013.