DUARTE, Gumercindo de Lurdes

De IHGP
Ir para: navegação, pesquisa

N. Rio Claro, SP, 2.2.1910. F. Piracicaba, 27.12.1992. C.c. Maria José (Tilly) de Camargo Barros Duarte, n. 1915 e f. 20.9.2008. Ff.: Dorothy, Wlademir Antônio, Edson, Martha Angélica. Teve firma de serviços de pintura em 1936 à rua Prudente de Moraes, nº 134 e depois à rua Monsenhor Manoel Francisco Rosa, nº 523. Estudou pintura com Carlo Adler, na Escola de Artes e Ofícios de sua cidade natal. Mudou-se para São Paulo, mas trocou-a para viver em Piracicaba, dedicando-se durante 47 anos à decoração, à pintura em geral e à letragem publicitária. Era idoso quando se tornou discípulo de Archimedes Dutra (v.), seu amigo, com quem estudou desenho e pintura. Participou de numerosos salões de belas artes na capital e no interior do estado, em Piracicaba, Araras, Limeira, Campinas e Rio Claro. Obteve uma dúzia de medalhas, prêmios de aquisição e premiações diversas, tendo exposto nos Salões de Belas Artes de Piracicaba de 1978 (Segundo Prêmio), 1979 (Premio Aquisição), 1983 (Medalha de Bronze), 1984 (Quarto Prêmio) e 1990 (Medalha de Ouro). Foi o ganhador da Grande Medalha de Bronze da Mostra Almeida Júnior em 1992. Exibiu com êxito suas aquarelas em exposição na Casa do Povoador em Piracicaba (1980). Obteve o título de Benemérito do Lar dos Velhinhos de Piracicaba, após presentear a instituição com a tela “Jesus no Templo”. Conforme assinala Mello (1999), o gênero a que mais se dedicou, com sensibilidade e domínio seguro da palheta, “foi a paisagem, sendo a sua temática, sobretudo, recantos de Piracicaba, trechos do rio e rua do Porto”. Foi um artista “sempre fiel aos reclamos da sensibilidade, da espontaneidade e do sagrado respeito às exigências da pesquisa técnica”, segundo Dutra (cit. por Mello).



Pfromm Netto, Samuel, 1932-2012. Dicionário de Piracicabanos / Samuel Pfromm Netto. — 1. ed. — São Paulo : PNA, 2013.