DI GIÁCOMO, Juvenal

De IHGP
Ir para: navegação, pesquisa

(Séc. 20). Comer- ciante. Aparece como sócio n° 141 do Sindicato do Comércio Varejista de Piracicaba, registrado no comércio a 27.12.1940, como uma das maiores firmas da cidade, tendo 120:000$000 de capital registrado, e localizada no Largo da Matriz (Praça da Catedral) nº 15, dedicando-se à panificação, fabricação e venda de massas alimentícias e confeitaria. Um “comunicado à praça”, publicado no “Jornal de Piracicaba” de 14.3.1941, dá notícia da dissolução da “firma que girava sob a razão social de Cardinali, Di Giácomo Limitada, retirando-se o sócio sr. João Baptista Cardinali” (v.), ficando em sucessão a firma individual Juvenal Di Giácomo com o mesmo ramo de negócios”. No “Guia” de Piracicaba de Camargo e Navarro para 1958, entre as principais casas comerciais da cidade, consta uma “Padaria Di Giácomo-Filial”, à avenida Manuel Conceição, nº 242. No Almanaque de Krähenbühl (1955), a Panificadora e Pastifício Di Giácomo é mencionada como propriedade de Azevedo, Quissini & Cia., à praça da Catedral, n° 1061.



Pfromm Netto, Samuel, 1932-2012. Dicionário de Piracicabanos / Samuel Pfromm Netto. — 1. ed. — São Paulo : PNA, 2013.