CARDOSO (DE CAMPOS), Felipe

De IHGP
Ir para: navegação, pesquisa

Séc. 18, n. Itu. “Foi o primeiro morador de Piracicaba passível de identificação”, segundo Mário Neme (1974), “o primeiro colonizador de Piracicaba”. Foi quem “primeiro se fixou no solo piracicabano, estimulando com o seu exemplo os mais que para cá vieram desde então” (Neme, 1952). O autor citado assevera-nos que graças a Felipe Cardoso “é que Piracicaba, a cidade, o centro administrativo e espiritual dela se acha onde hoje está”. Felipe Cardoso obteve e se apossou de “um trato de terras que abrangia a meia légua em quadra onde mais tarde se localizaria a nossa cidade, o rossio, o centro administrativo, compreen-dendo o largo da Catedral, e que o foi do pelourinho - em sinal de jurisdição, alçada e respeito à justiça, como se então dizia - o pátio da câmara e da cadeia, e os de uso público, todas as glebas enfim que foram depois incorporadas ao patrimônio da municipalidade” (Neme, op. cit.). Cardoso veio com sua família e aqui permaneceu “por espaço de muitos e muitos anos”. Segundo a fonte aqui citada, estabeleceu-se junto do porto de Piracicaba desde pelo menos 1721 e “aqui viveu pelo menos até 1766, quando para cá veio António Correia Barbosa” (v.). Em texto publicado postumamente em 1974, Neme esclarece que Cardoso só requereu em 1726 o título de sesmaria sobre terreno em que se achava estabelecido havia já alguns anos, alegando estar “vaga muita parte de terra no porto de Piracicaba”, alusão que Neme acredita sugerir “pré-existência de alguma ocupação... Por parte de gente anônima e desenraizada”. A doação da sesmaria a Felipe Cardoso deu-se a 26.6.1726 e a confirmação da doação ocorreu a 26.6.1728 (Neme, 1943). Em 1760 ele transferiu uma parte da sesmaria ao sobrinho Francisco Cardoso de Campos, a título de pagamento de dívida (Guerrini, 1970). Uma rua na Paulicéia tem seu nome.


Pfromm Netto, Samuel, 1932-2012. Dicionário de Piracicabanos / Samuel Pfromm Netto. — 1. ed. — São Paulo : PNA, 2013.