BRASIL, Dario

De IHGP
Ir para: navegação, pesquisa

(Séc. 19-20). Advogado, latinista, professor. Estudou na antiga Escola Complementar de Piracicaba, completando na capital paulista sua formação como professor. Lente de geografia e história na Escola Complementar, à rua do Rosário, lecionou latim durante muito anos na Escola Normal Sud Mennucci. Atuou igualmente em Piracicaba como advogado e foi colaborador da imprensa local. Desde 1921 fez parte da Comissão de redação responsável pela “Revista de Educação”, publicada pela Escola Normal Oficial da cidade, juntamente com os professores Honorato Faustino, António Pinto de Almeida Ferraz, Lourenço Filho, Pedro Crem, Antônio dos Santos Veiga (vv.) e Maria Graner. Foi diretor- presidente e docente da Faculdade de Direito Moraes Barros, fundada em Piracicaba em 1933, com 208 alunos por volta de 1936, e o primeiro presidente (1917) do Centro Cultural e Recreativo Cristóvão Colombo. Presidiu a seção local da Ordem dos Advogados do Brasil. Mantinha escritório à rua Santa Cruz, nº 572, como se lê no “Guia de Piracicaba” de 1958, que menciona outros 24 profissionais atuantes na área de Direito da cidade, em meados do século passado: Artur Afonso de Toledo Almeida, João Basílio, Bento Dias Pacheco Botelho, José de Campos Camargo, Noedy Krähenbühl Costa, Raul Coury, José António da Cruz (provisionado), Jacob Diehl Netto, Aldrovando Pires Fleury, João Ribas Fleury, José Pires Fleury, Pompílio Rafael Flores, Riolando Gonzaga Franco, Marcelo Nogueira de Lima, Antônio Lázaro Coelho Mendes, Bento Negreiros, Ruy Negreiros, Maria Luiza de Castro Neves, Marcos Salvador de Toledo Piza, Osmar Ferreira de Almeida Prado, Benedito Cruz Stipp, Luiz Tavares Júnior, Benedito Glycério Teixeira (provisionado) e João Batista Vizioli (provisionado). Uma rua do bairro Maracanã e uma escola estadual, à rua d. Aurora, na Paulicéia, têm o nome de Dario Brasil. Outras ruas com nomes em homenagem a advogados aqui citados são a rua José de Campos Camargo, no Piracicamirim; José António da Cruz, no Jardim das Flores; Dr. Jacob Diehl Neto, no Jardim Petrópolis; Dr. José Pires Fleury, na Vila Industrial; Pompilio Rafael Flores, no Jardim Algodoal; Marcelo Nogueira de Lima, no Jardim Residencial Javari I; Antônio Lázaro Coelho Mendes, no Jardim Conceição; Benedito Glicério Teixeira, no Piracicamirim; e João Batista Vizioli, travessa no Jardim Itamarati



Pfromm Netto, Samuel, 1932-2012. Dicionário de Piracicabanos / Samuel Pfromm Netto. — 1. ed. — São Paulo : PNA, 2013.