BOTELHO, Carlos José de Arruda (Botelhão)

De IHGP
Ir para: navegação, pesquisa

). N. Piracicaba, séc. 18. F. Arara- quara, 25.11.1854. Coronel e agricultor, filho caçula do capitão-mor Carlos Bartolomeu de Arruda (v.). Casou-se em Piracicaba em 1824 com Cândida Maria do Rosário, filha do tenente Joaquim José de Sampaio. Ff.: Maria Jacinta, Carlos Bartolomeu, Antônio Carlos (futuro Conde do Pinhal), Cândida Maria do Rosário, João Carlos, Joaquim, Eulália, Paulino Carlos e Bento Carlos (mas segundo Bueno e Barata, 2000, o casal teve treze filhos). Abriu o picadão de Piracicaba aos campos de São Bento de Araraquara, onde se localizava o conjunto das Sesmarias do Pinhal, em número de três, herdadas do seu pai e posteriormente divididas entre seus filhos. Morou em Araraquara, então São Bento de Araraquara. É-lhe atribuída a fundação de São Carlos (do Pinhal), embora Aranha (1982) mencione estudo segundo o qual essa fundação teria na verdade sido feita pelo conde de Pinhal, Antônio Carlos de Arruda Botelho (v.), juntamente com seus irmãos, cunhados e Soares Arruda, em 1856. Construiu em 1831 a morada da família na fazenda do Pinhal e em 1841 plantou o primeiro cafezal da região. Foi o primeiro presidente da Câmara Municipal de Araraquara, surgida quando a vila foi instalada em 1833.



Pfromm Netto, Samuel, 1932-2012. Dicionário de Piracicabanos / Samuel Pfromm Netto. — 1. ed. — São Paulo : PNA, 2013.