BOTELHO, Antônio Carlos de Arruda

De IHGP
Ir para: navegação, pesquisa

N. Vila Nova da Constituição, 23.8.1827. F. Pinhal, SP, 11.3.1901. C. em 1852 em 1as núpcias c. Francisca Teodora de Arruda Coelho, n. Constituição em 1830 e f. 1862, f. Carlos José; e em 2as núpcias em 1863 c. Ana Carolina de Mello Oliveira de Arruda Botelho, n. 1841 e f. 1945, doze filhos: José, Antônio, Martinho, Cândida, Elisa, Carlos Augusto, Maria, Carlos Américo, Sofia, Carlos Amadeu, Ana Carolina e Antónia. Coronel, político, fazendeiro, empresário. Barão, visconde e conde do Pinhal, comendador da Ordem da Rosa. Vereador e presidente da câmara municipal de Araraquara (1857-60). Tenente-coronel comandante de batalhão da Guarda Nacional. Chefiou o Partido Liberal e foi eleito deputado à Assembléia Provincial em várias legislaturas, tendo ocupado durante dez anos a sua presidência. Em pleno domínio conservador, foi o único liberal que teve assento na 20ª legislatura (1886-89), sendo reeleito neste último ano. Proclamada a República, afastou- se da vida política, mas retornou a esta para colaborar na Constituinte, como senador. Em 1893, com a dissolução do Congresso, deixou a política para sempre (Amaral, 1980). Como empresário, organizou e liderou a Companhia Anônima Rio Claro de Estrada de Ferro, ligando Rio Claro a São Carlos (do Pinhal), Araraquara e mais tarde a Jaboticabal (1880-85), fazendo o ramal de Dois Córregos e Jaú. Formou várias fazendas paulistas de café e para o cultivo da cana-de-açúcar. Saldanha Marinho, então presidente da província de São Paulo, nomeou-o como membro da comissão incumbida de obter recursos para o prolongamento da Estrada de Ferro de Jundiaí a Campinas, como representante das cidades de São Carlos do Pinhal e Constituição ou Piracicaba (Célio Debes, cit. em Aranha, 1982). Criou o Banco de São Paulo. Um dos precursores do trabalho livre no país, estabeleceu uma colônia de trabalhadores alemães em sua fazenda do Pinhal, que deu nome à Estação Colônia.



Pfromm Netto, Samuel, 1932-2012. Dicionário de Piracicabanos / Samuel Pfromm Netto. — 1. ed. — São Paulo : PNA, 2013.