BARROS, Nicolau de Moraes

De IHGP
Ir para: navegação, pesquisa

Médico. N. Piracicaba, 18.6.1876. F. São Paulo, SP, 6.3.1959. C.c. Francisca Nogueira de Moraes Barros. Ff.: Luiz de Moraes Barros (1909-2003), Nicolau Filho, Alice, Marina. Filho de Manoel de Moraes Barros (v.) e sobrinho de Prudente de Moraes. Estudou no Colégio Piracicabano, no Colégio Delamare da capital paulista e na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, formando-se médico em 1899. Durante dois anos prosseguiu seus estudos em Viena, Berlim e Paris. Teve inicialmente consultório na cidade de São Paulo, mas logo retornou (1900) a Piracicaba. Pertenceu na capital paulista aos corpos clínicos da Maternidade de São Paulo (médico adjunto e vice-diretor) e da Santa Casa de Misericórdia. Presidiu a Sociedade de Medicina e Cirurgia de São Paulo e foi sócio benemérito desta. Em 1920-21 venceu o concurso para professor catedrático de ginecologia da Faculdade de Medicina e Cirurgia de São Paulo. Montou, juntamente com o dr. Erich Müller Carioba, o primeiro aparelho de radioterapia do país. Pertenceu à Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Piracicaba e a várias associações médicas brasileiras e internacionais. Lecionou até 1944, quando foi jubilado e eleito Professor Emérito da Faculdade de Medicina da USP. Entre as suas publicações, destacam-se o livro “Lições de clínica ginecológica” (1940) e um periódico especializado de que foi co-fundador, “Gazeta Clínica” (Cambiaghi, 1984). Em setembro de 1958 Nicolau de Moraes Barros, um ano antes do seu falecimento, participou da come-moração do aniversário do Colégio Piracica-bano, tendo sido um dos oradores da festividade (Elias, 2001).


Pfromm Netto, Samuel, 1932-2012. Dicionário de Piracicabanos / Samuel Pfromm Netto. — 1. ed. — São Paulo : PNA, 2013.