ATHANASOFF, Nicolau

De IHGP
Ir para: navegação, pesquisa

N. Pleven, Bulgá- ria, 1879. F. Piracicaba, 3.8.1955. Professor universitário, pesquisador, escritor. Figura exponencial no âmbito das ciências agrícolas, cientista probo e mundialmente respeitado, dedicou a maior parte da sua vida, de 1908 a 1948, quando se aposentou, à Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, desde os tempos em que esta se denominava Escola Prática de Agricultura Luiz de Queiroz. Foi, primeiramente, professor do ensino elementar, quando moço, às margens do rio Danúbio. Estudou agronomia em Gembloux, na Bélgica. Após a diplomação em 1900, trabalhou por algum tempo em seu país natal. De 1904 a 1906, fez curso de aperfeiçoamento na França, na Escola de Agronomia de Grignon, e prosseguiu seus estudos na Alemanha e na Suíça. Vindo ao Brasil, trabalhou inicialmente no Posto Zootécnico Central de São Paulo Dr. Carlos Botelho. Passou a residir em Piracicaba para ocupar, de 1908 a 1911, a cadeira de zootecnia da futura ESALQ. Após um período em que foi, sucessivamente, diretor do Departamento de Indústria Animal do Ministério da Agricultura e diretor do Posto Zootécnico e da Escola de Agricultura de Pinheiro, RJ, retornou à Luiz de Queiroz em dezembro de 1915, devotando-se por inteiro ao ensino e à pesquisa em zootecnia até aposentar-se, aos 70 anos de idade. De hábitos frugais, modesto, solteirão, residiu em casa simples ao lado do estábulo de bovinos, no campus da Escola. Naturalizado brasileiro e piracicabano de coração, Athanasoff criou em 1926, com a ajuda de dois ex-alunos, Salvador de Toledo Piza Júnior e Octávio Domingues (vv.), a “Revista de Agricultura”, dirigido-a enquanto viveu e nela publicando numerosos estudos de sua autoria. Destacou-se como pioneiro, no país, na publicação de livros e estudos científicos e de divulgação popular sobre zootecnia. Duas das suas obras tiveram larga aceitação entre nós: o “Manual do criador de bovinos” e o “Manual de criador de suínos”, ambos com sucessivas reedições. Publicou também “A mandioca na alimentação dos suínos”. Foi um dos fundadores do Rotary Club de Piracicaba, em 1941. Faleceu no campus da ESALQ e está sepultado no Cemitério da Saudade (Gomes, 1994). Uma rua do Jardim São Luiz, junto à avenida Cristóvão Colombo, tem seu nome.



Pfromm Netto, Samuel, 1932-2012. Dicionário de Piracicabanos / Samuel Pfromm Netto. — 1. ed. — São Paulo : PNA, 2013.