ALVIM, Joviniano Reginaldo

De IHGP
Ir para: navegação, pesquisa

Médico e político. N. Salvador, BA, 5.5.1847, f. Santos, SP, 21.11.1907. C. 1as núpcias c. Joana Adélia Alvim, 2 f.; em 2as núpcias c. Maria Augusta Barbosa Ferraz, 2 f.; em 3as núpcias c. Ana Sampaio, 3 f. Formado pela Faculdade de Medicina da Bahia em 1870, transferiu-se para Piracicaba, sendo vereador em duas ocasiões: de 1883 a 1885-86 e de 1892 a 1895. Presidiu a Câmara neste seu segundo mandato. De 1887 a 1888 residiu na capital paulista. Tornou-se tenente-coronel do Exército quando era major-cirurgião-mor da Guarda Nacional, tendo atuado como médico da Comissão de Limites entre o Brasil e o Paraguai e como cirurgião militar em Pernambuco e Rio de Janeiro. Além disso, era Cavaleiro do Hábito de Cristo. Intendente (cargo que corresponde ao de prefeito) de outubro de 1892 a princípios de abril do ano seguinte. Compôs um “Hino Republicano”, quando o país se converteu em república. Manteve consultório à rua da Quitanda (presentemente Quinze de Novembro), pertenceu à Irmandade da Santa Casa de Misericórdia local e colaborou com o Barão de Rezende (1903-04), empenhando- se na fundação do Sanatório São Luiz para tuberculosos pobres. Proferiu a oração fúnebre no sepultamento de Prudente de Moraes (1902) e presidiu as primeiras reuniões da Sociedade Beneficente Operária de Piracicaba (1902). Seu nome designa uma das ruas da cidade que o acolheu e onde viveu e trabalhou durante boa parte de sua vida.



Pfromm Netto, Samuel, 1932-2012. Dicionário de Piracicabanos / Samuel Pfromm Netto. — 1. ed. — São Paulo : PNA, 2013.