ALMEIDA, Ricardo Pinto de

De IHGP
Ir para: navegação, pesquisa

(Séc. 19). Capitalista e figura de destaque na política piracicabana do século dezenove. Vereador de 1865 a 1868. Seu nome figura na relação dos piracicabanos mais abonados que, em virtude disto, pagavam impostos ao município, na passagem do século. Foi tesoureiro da Irmandade da Santa Casa na provedoria de José Viegas Muniz (1864-69) e um dos irmãos considerados ilustres em virtude do mérito dos serviços que prestou. Sua casa passou a abrigar um dos Passos da Paixão de Nosso Senhor, obra de Miguel Archanjo Benício da Assumpção Dutra (v.), o Miguelzinho. Por ocasião de incêndio ocorrido em 24.1.1900 no Colégio Assunção, socorreu as freiras responsáveis pelo colégio, hospedando-as em sua chácara. Segundo Camargo (1900), sua morte ocorreu no ano de 1880, referindo-se a ele como padre, mas é possível que se trate de um homônimo. Há uma rua com seu nome, paralela à Rodovia do Açúcar, no Jardim Castor.



Pfromm Netto, Samuel, 1932-2012. Dicionário de Piracicabanos / Samuel Pfromm Netto. — 1. ed. — São Paulo : PNA, 2013.